Pular para o conteúdo principal

BARROCO - A ARTE EM ÊXTASE PELA MÚSICA




Seja através dos retóricos sermões de Antonio Vieira ou da genial irreverência de Gregório de Matos; seja através da iluminação flamenguista de Rubens ou da emotividade de Caravaggio, seja através de um contentamento descontente, ou até mesmo de dor que desatina sem doer, o período barroco floresceu na Europa no século XVII em contradição aos ideais renascentistas ausentes de emotividade e paixão. Fosse a renascença um soneto, o barroco seria a prosa, a transformação de Apollo em ideais dionisíacos. O barroco é arte da paixão, do desejo, e do sentimento espontâneo. É o choro, a alegria, a raiva, o furor; todos estes em seu grau mais expressivo.
Diminua a intensidade das luzes do seu quarto, desarrume a cama, deite sobre ela e roce suas mãos sobre as dobras do lençol. Note o jogo de luz e sombras, note também as formas indefinidas que o lençol proporciona , deixe-se levar pela trajetória do olhar e mergulhe no labirinto de penumbras.
Eis um ambiente barroco em todo o seu esplendor.
Inúmeros artistas se valeram dessa sensibilidade para criar as obras mais lindas repletas de emoção e subjetividade. Lembremo-nos de Aleijadinho no Brasil. Lembremo-nos de Bernini na Itália e suas obras que nos fazem ansiar.
Eis que a música se apoderou desse movimento e a partir dessa libertinagem de emoções temos o privilégio de degustarmos da imortalidade de Bach e Haedel.
Bach inicialmente se dedicou ao cravo produzindo corais, concertos, fugas, fantasias e trinta cantatas. È considerado talvez o compositor mais famoso do período barroco. Entre suas obras destacamos a atenção para os concertos de Branderburgo, A paixão de São Matheus, missas e os prelúdios e as fugas que são considerados obras primas. Enquanto os concertos de Branderburgo são de uma variedade inacreditável:suaves, sensíveis, melancólicos, dramáticos, vivos e alegres, nas fugas se conserva uma postura que vai do religioso ao heróico, do triste ao majestoso.
No vídeo abaixo podemos nos deliciar com um excerto do prelúdio do concerto: Matthäuspassion BWV 244 a paixão segundo o evangelho de São Matheus)
Nesta obra, Bach conta musicalmente a trajetória de Cristo desde seu nascimento até sua ressurreição.



Como para Bach a fuga é a expressão mais perfeita de seu legado, para Haendel o oratório é o que o levou à imortalidade. Durante sua produção, realizou 40 operas, 32 oratórios, seis concertos para oboé e orquestra, composições para cravo, 37 sonatas para violino, flauta, oboé e baixo.
De 1705 a 1741 foi atraído pelo teatro, mas depois retomou a composição dos oratórios bíblicos. O mais famoso deles é “O messias” de 1741.



Seja através música, das artes plásticas ou da literatura, o barroco é um movimento artístico que sempre nos impressiona em razão de sua emotividade, grandiosidade e ambição. Muito mais do que uma simples classificação na história da arte, O barroco, segundo Eugenio D’ors é um movimento artístico que existiu desde os primórdios. A partir do momento em que entendemos o barroco como um estilo em que a emoção se sobrepõem à razão, podemos apontar na história momentos em que a humanidade se valeu dessa concepção e demonstrou em sua arte características de alto teor expressivo. Vejamos o exemplo da arte grega clássica que fundida com a persa se resultou no período helenístico, uma arte de emoções. O período barroco da antiguidade.
Seja em razão de “…um fogo que arde e não se vê”, “… ferida que dói e não se sente”, “…querer estar preso por vontade”, o barroco será sempre o preferido dos verdadeiros artistas.

Fonte do Texto : http://izambard.wordpress.com-artigo-a-arte-em-extase-silas-massini.Silas Massini-é um jovem proeminente artista da música e do cinema, natural de Rio Claro, interior do Estado de São Paulo, Brasil. Seja no piano/acordeão ou no cinema, este autodidata constrói pouco a pouco uma carreira brilhante nas artes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ARTE BARROCA E SUAS CARACTERÍSTICAS

BARROCO
A arte barroca originou-se na Itália (séc. XVII) mas não tardou a irradiar-se por outros países da Europa e a chegar também ao continente americano, trazida pelos colonizadores portugueses e espanhóis. As obras barrocas romperam o equilíbrio entre o sentimento e a razão ou entre a arte e a ciência, que os artistas renascentistas procuram realizar de forma muito consciente; na arte barroca predominam as emoções e não o racionalismo da arte renascentista. É uma época de conflitos espirituais e religiosos. O estilo barroco traduz a tentativa angustiante de conciliar forças antagônicas: bem e mal; Deus e Diabo; céu e terra; pureza e pecado; alegria e tristeza; paganismo e cristianismo; espírito e matéria. 



Suas características gerais são:

• emocional sobre o racional; seu propósito é impressionar os sentidos do observador, baseando-se no princípio segundo o qual a fé deveria ser atingida através dos sentidos e da emoção e não apenas pelo raciocínio. 
• busca de efeitos decorativos e v…

AS PRINCIPAIS OBRAS DE ALEIJADINHO

Antônio Francisco Lisboa, nosso querido Aleijadinho, nasceu por volta de 1730 em Ouro preto. Sua trajetória é praticamente construída pelas obras que deixou como  escultor, entalhador e arquiteto, pois os principais documentos sobre sua vida só foram escritos por volta de 40 anos depois de sua morte.








Toda sua obra, entre talha, projetos arquitetônicos, relevos e estatuária, foi realizada em Minas Gerais, especialmente nas cidades de Ouro Preto,Sabará, São João del-Rei e Congonhas. Os principais monumentos que contém suas obras são a Igreja de São Francisco de Assis de Ouro Preto e o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos.  Separamos algumas de suas principais obras, vejam: (Fonte das fotos – Wikipedia)
Retábulo da capela-mor da Igreja de São Francisco em São João del-Rei Projeto para a fachada da Igreja de São Francisco em São João del-Rei Cena do carregamento da cruz, na Via Sacra de Congonhas Detalhe do Cristo carregando a Cruz, naVia Sacra de Congonhas Relevo no pórtico da Igreja de São Franc…

ALEIJADINHO : A VIA-SACRA DO SANTUÁRIO DO BOM JESUS DE MATOZINHOS,CONGONHAS-MINAS GERAIS

A Via-Sacra do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas, Minas Gerais O tema é sobre a Via-Sacra e suas capelas que compõem o complexo religioso do Santuário, verdadeiras obras-prima do artista Antônio Francisco Lisboa, conhecido como Aleijadinho, que hoje é classificado Patrimônio Mundial pela UNESCO. Vamos conhecer melhor as capelas e suas esculturas com os textos extraídos da enciclopédia livre Wikipedia (histórico) e do Guia Bravo! de Cultura das Cidades Históricas de Minas Gerais (texto das fotos): Via-Sacra ou Via-Crucis do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos Congonhas do Campo – Minas Gerais – Brasil (fotografias de/photos by Rogério P.D. Luz) A primeira igreja do novo Matosinhos de Minas Gerais foi construída em 1773, com a construção, anos após, entre 1780 e 1793 da Via Crúcis do sopé do morro até o santuário. Em 26 de julho de 1957, o Papa Pio XII, reconhecendo a importância histórica, artística e religiosa do conjunto, elevou a igreja principal à dignidade de Basílica …